quinta-feira, 9 de junho de 2011

Mais que Perfeito do Indicativo.

E quando amanheceu,
Com a língua pastosa das dores insones,
Percebera que não havia mais tempo.
Ou pior, percebera que houvera sim,
Um tempo,
E que deste, ela se perdera...

Nenhum comentário: