domingo, 20 de fevereiro de 2011

Suspiro.


Nos muros do presente,
As marcas do que se foi sustentam um possível amanhã...

Nenhum comentário: