quinta-feira, 8 de julho de 2010

Sobre amar e ser amado...

Eu tenho uma vasta coleção de reflexões adquiridas através de frases de filmes que depois nem lembro o nome e hoje vou refletir mais um pouco sobre duas delas.

A primeira eu ouvi num filme e não sei mais qual filme foi, se alguém souber me ajude ok?

"Nós somos amados o quanto pensamos ser".

E isso ficou ecoando dentro da minha cabecinha uns bons dias... Especialmente porque eu sou uma pessoa carente profissional, insegura com PHD em baixa auto-estima. Fiquei pensando no que seria o real, muito provavelmente você, eu e seu inimigo, somos mais amados do que pensamos. Deve haver muito mais pessoas que gostam de vc, te amam do que vc pensa. Mas o pior é que no final das contas a gente só se sente amado o quanto conseguimos "pensar" ser. E quem se "pensa" pouco amado, é claro que terá todos os reflexos disso. Será deprimido, solitário, inseguro. E pior sem precisar se sentir assim... Pode-se passar uma vida inteira se sentindo só, sendo muito amado e sem nunca saber disso. Besta isso né?

A outra frase é:

"A verdade liberta"

Então pare de ser escravo daquilo que vc julga ser a verdade, tendenciosa de acordo com a sua visão apenas e tente ver também por outros olhos. Quem disse que a gente está certo sempre? E saber a  verdade, seja lá qual for e sobre o que for, nos faz livres... Essa é a frase mais fácil de hoje. E também a mais difícil.

Boa noite.

Um comentário:

Jr. disse...

"Nós somos amados o quanto pensamos ser".

Eu penso de uma forma, sinto de outra... está tudo na mente, mas eu separo.

Imagino que a maioria seja assim... por isso que é difícil viver.