terça-feira, 13 de outubro de 2009

Artista bom é artista morto?


Meu professor da faculdade dizia isso... ironizando, mas dizia. e você o que acha?

Deixe seu comentário.

8 comentários:

Bety Damballah disse...

O problema é que as vezes a gente só descobre esse bom artista quando ele já morreu .. não vou falar de quadros .. mas de livros ... por exemplo: quando lia o primeiro livro que Reich que consegui comprar .. naõ acreditei quando fui pesquisa-lo e ele já havia morrido ... Teria sido muito bom te-lo conhecido .. queria uma tarde de sol e conversa jogada fora com ele .. como ainda quero com vc Ghizah ... mas nós ainda temos tempo!!! Lilililiiii

Anônimo disse...

NÃO CONCORDO ...Tenho vários quadros em minha casa de um pintor de Blumenau ( ainda vivo) e que adoro ....e já existem quadros de pintores famosos que eu não teria nem que me dessem de presente ou pagassem pra eu pendurar na minha linda parede .....
Lilica

Malikat disse...

Acredito que isso se deve ao fato de que todo ser humano só reconhece e valoriza aquilo(aqueles) que já não tem mais. Exemplos?? Nossa vida é repleta de frases do tipo, "bons tempos aqueles em que..."
Somos saudosistas por natureza. Existem excelentes artistas na atualidade conheci alguns aqui no meu estado Vitor Hugo Porto, Márcia Maróstega, Miriam Postal apenas para citar os que mais aprecio e no entanto estão todos vivos e tendo suas obras reconhecidas e valorizadas.
Penso que o que falta é a divulgação da mídia sobre estes talentos.
Mas a mídia sim, só valoriza e "explora" um artista após a sua morte.

Um abraço.

Jr. disse...

Não, não concordo. será que somente por que uma peça de um artista morto pode se tornar uma raridade, pois ele jamais irá poder criar uma outra, ela deve ter valor maior do que uma outra obra de um artista vivo?

Não, não sei qual o motivo dessa falácia, esse foi meu palpite, mas o fato é que a qualidade é que imortaliza uma obra, um artista, estando ele vivo ou já morto...

Você não precisa morrer, Ghiza! :)

Anônimo disse...

"Você não precisa morrer, Ghiza! :)" ... Adorei a colocação!!!!

Bom penso como todos que postaram acima... e atribuo a fama e o esquecimento também a mídia. Será que grandes artistas como Van Gogh, por exemplo, estavam interessados em vender? Em divulgar suas obras? Ou talvez só pintasse por paixão, por prazer, pelo simples desejo de exteriorizar seus pensamentos e sentimentos? Conheço pessoas que escrevem ou tocam divinamente, mas sem total interesse em ser decoberto. Os artistas que admniramos, mesmo que sejam pequenos na fama, serão grandes aos nossos olhos!!!

Ps: Vc faz coisas lindas Ghiza!!!!
Abraços
Kelly

JUH disse...

Seilah, entende..

xD

acho q falta um pouco de divulgação talvez..o fato eh q a parcela das pessoas q procura saber sobrer arte e se embrenha em exposições e coisas do tipo eh bem pequena..o q resta eh o estardalhaço q as pessoas fazem qd a criatura morre..e claro as obras q falam por si.. acho q há sim um "plus" q se dá qd o artista morre tanto ao seu talento como as suas obras pq afinal ele morreu não vai produzir mais.. mas ele não eh bom pq estah morto.. isso eh cultural.. a morte tende a transformar as pessoas..elas ficam boazinhas ou mais talentosas xD

bJUh

joana disse...

A Ghi está se "fingindo de morta"! HEHEHE

Fred Neumann disse...

Vou falar da arte música.
Como eu adoraria que Tom Jobim estivesse vivo.
Grande músico, genial músico, grande cara.
Artista bom é artista vivo que tenhamos a chance de papear com eles!

abraços,

Fred