quarta-feira, 16 de setembro de 2009

A tal da "Poética"


Taí uma coisa ingrata.
A gente desenha, pinta e tudo mais, mas de repente, eis que um dia vc consegue um lugar pra expor e vem o curador e pede que você explique "sua poética"
A poética é aquele texto, que vai falar sobre seu trabalho, eu acho muito estranho ter que explicar poética de quadro. Ter que explicar trabalho visual com palavras.
Na faculdade a gente faz um monte disso com artistas consagrados e passa um tempão falando sobre os significados da obra do fulano de tal.
E eu duvideo-dó que o Van Gogh por exemplo soubesse alguma coisa da poética dele.
Ou que o Picasso, Chagall, seja lá quem fosse, ia ficar explicando poética e coisa e tal.

A minha poética não é muito poética.

Meus trabalhos são pinturas com colagens onde trago situações muito familiares a todos nós. São momentos diários nos quais eu procuro encontrar beleza e cor. Procuro sempre por temas populares, cenas do cotidiano, para que todos possam contemplar com maior intimidade. As colagens entram como interferências do mundo externo na formação do que nos tornamos diariamente. Eu acredito que quando o público “se encontra” no tema, tende a compreender e apreciar melhor o trabalho. Espero que todos encontrem alguma beleza, alguma convergência, que meu trabalho seja um ponto de união entre o artista e o público.

3 comentários:

Carlinha Salgueiro disse...

Já me falaram uma vez (ou li por aí, não sei...) "a arte não se explica, se sente (ou não)!
Só sei que sinto, minha casa nova vai ter uma pop art da Ghiza Rocha... Deixa acontecer!

Nelves disse...

E precisa explicar essa maravilha? Ainda mais quem já teve o privilégio de ser retratado por você, Ghiza!
Beijos e muito sucesso, te adoro garota!

Letícia Gonçalves disse...

Minha querida, está lindo e vc está de parabéns. Super beijocas desta mineirinha que ama seus trabalhos!
Muito sucesso!