sexta-feira, 13 de junho de 2008

Baunilha.




Passeiam em mim desejos com aroma de voar,
Aquele bailado de cristais encantados
Que refletem chinelos e poeira,
Orvalho e luz divinal...
Desejos de mato e bicho,
De cortina branca na janela velha,
De café bem quente e caneca nas mãos,
Pra eu sentar na soleira da porta e pensar em ti...

sexta-feira, 6 de junho de 2008

Qualquer coisa...


Qualquer coisa,
Qualquer coisa que me afaste do que nego,
Mas me entrego
À qualquer coisa que me deres,
Qualquer coisa
Que não seja este agora
Que não seja quem me vejo
Qualquer coisa que adormeça
Qualquer coisa que releve
Estes sonhos de nada-ser
Essa ânsia de não-estar
Qualquer coisa...
Imagem - Ivan Raposo.