terça-feira, 17 de abril de 2007

Mulher.


Toda manhã me prometo um não,
Um acordo de negação de mim,
Do que me rejeito,
Da minha involuntária paixão pelo que detesto,
Ao meio-dia já estou entregue
Às concessões das minhas fraquezas,
Às permissões vulgares do que me rendo,
Às mesmas palavras diárias de ti...
Toda manhã me aguardo fortaleza,
Toda manhã me espero resistência,
Toda noite adormeço um sim...

3 comentários:

Wilian disse...

Assim é o "ser" humano e que bom que seja assim, afinal, a vida se faz em curvas e flexibilidades.
Beijão a vc.

Paulo Fernando disse...

Não, eu ainda não acredito que li o que eu li. Palavras que causaram uma forte congestão dentro de mim, causando uma dúvida entre a negação limitada ou um singelo e objetivo não!

Muito bom!
Bjos!

Aju disse...

Lembrei de uma musica q nao lembro de quem é hahaha

"... Todo dia ela faz tudo sempre igual e acorda as seis da manha..."

Mto bom =]

PS. Ah nem deu pra jogar no fds teve feriado =/

bjs