sábado, 17 de março de 2007

Doce.


Escorriam-lhe os beijos pela boca,
Nos lábios solitários de platônica paixão...
E seus abraços aprisionavam todos os sonhos não ousados,
Todas as mãos desatreladas,
Todo atrevimento contido...
Seus olhos, as grades daquela beleza,
Suas cartas, espelhos sem destino,
Seu chamado, sustenido nos pilares da ilusão
E ela, distraída comprando chocolates...

3 comentários:

Cadinho RoCo disse...

Deliciosos versos a untarem sonhos nos lábios de um chocolate vindo de vibrante abstração.
Cadinho RoCo

Aju disse...

Otimo mto bom como os outros =]
É eu pedi demissao dos amores platonicos hahaha

Ah nao sou socio da locadora eu baixo tudo na internet :P

O Sibarita disse...

Oi Ghiza! Que mulher é essa? Ai meu Deus! Quer dizer que ela tava comprando chocolate? No caso, ele o chocolate devia ser mais imporante... kkk

bjs.
O Sibarita