domingo, 14 de janeiro de 2007

Quiçá...



Você escondia fantasias
Nos azuis da esperança,
Perdido nos vãos da insensatez...
Eu te avisava para largar aquele disfarce,
Aquele telefone,
Aquela maquiagem,
E correr mundo ao meu lado,
Naquele frenesi,
Você não era marinheiro,
Não era verbo,
Nem nuvem,
E eu não era mocinha,
Não era mel,
Nem rosa,
Mas nós quase viramos poesia...

13 comentários:

Cristiano Contreiras disse...

Viraram poesias com alma e carne de amor? Sim, viraram.

beijos

luis manoel disse...

as vezes acho que você é uma mulher muito idosa ...

Sonia disse...

Você é poesia, Ghiza.

Aju disse...

Aí é pueta essa minha amiga :P~

PS. Ainda nao acredito que é a voz da maria rita mas se for, pelo menos uma musica(dos outros ainda) tinha q prestar :P~

Bjs

benechaves disse...

Olá!
Passando por aqui pra te conhecer e ao seu blogue tb. Espero que tenhas boa sorte e sucesso. Voltarei com mais vagar.

Um abraço inicial...

M. disse...

"Você escondia fantasias
Nos azuis da esperança,
Perdido nos vãos da insensatez..."
Belíssimo!

RIKA disse...

MUITO BOM ESSE

Júnior Creed disse...

ah... e uma linda poesia, por sinal. bela, clássica e eterna!

Fred Neumann disse...

Só não viraram para aumentar o mistério e expectativa por outros poemas deste!

Beijacks,

Fred

Sonia disse...

Como avó é mesmo bicho bobo, venho divulgar o blog da minha neta. É o http://pinheiroirene.blogspot.com/. Ô mania de escrever que essa gente tem!

Sergio disse...

ola, ghiza!

faltou pouco mesmo...mas quem sabe foram poetas de si

um beijo

O Sibarita disse...

Oi menina! A Insensatez, sim, sempre ela...

Que tal ouvir um som quando estiver navegando? Ouça: www.humaita.radiowebtv.com Sem intevalo 24hrs. só música bala, demais!

abraços,
O Sibarita

Anonymous disse...

muito lindo mesmo :)

visita também o meu cantinho de poesia : www.oparaisonaoeaqui.blogspot.com e o meu cantinho de textos :
www.deixameveraminhaagenda.blogspot.com