terça-feira, 28 de novembro de 2006

Frisson.


Teu arrepio é brincadeira,
Escala de piano,
Onda que baila em teu contorno...
Aura que me seduz e arrebata
Em sonhares e quereres de ti;
Imã que me completa,
Armadilha infalível,
Onde me entrego fragilmente
À afinada teia de seus suspiros..

6 comentários:

Júnior Creed disse...

ah, ghiza, esse seu dom poético parece que está tomando conta de mim, essa sua poesia vem bem a clhar com meu encontro com james dean... ah, imã que me completa... te adoro, saudades!

Sonia disse...

Giselle, passo uns dias sem vir por aqui e encontro tanta coisa nova, tudo tão lindamente dito.
Desta vez até a Heleninha foi contemplada com um post.

Aju disse...

UUUUUUuu otimo poema como sempre Gisele, axo que vou usa-lo como flerte fatal qualquer horas dessas, posso né? eu faço mençao a autora ``é de uma amiga minha la de Floripa e talz...´´ :P~

Bjs

Tiago disse...

tenha Dó, Sol.

André disse...

arrepiei!

O Sibarita disse...

Ghiza, o melhor da poesia é esse tom sussurante da entrega, perfeita!

abraços,
O Sibarita