quarta-feira, 8 de novembro de 2006

Difícil.


Seus sonhos te denunciam,
Traem, mutilam,
Revelam sua face mais patética,
Inútil diante do que deveria ser a sua felicidade...
No seu débil sorriso ausente,
Gravadas as aspirações fugidias,
Emboloradas, solitárias...
Nos seus distantes olhos fechados,
Os tons opacos de quem espera em vão,
Colorindo uma paisagem morta,
Ofende-me seu sono,
Abafa meu prazer,
Mata-me em vigília...

11 comentários:

Sergio disse...

Ola, Ghiza!

Aprendemos até mesmo o que não queremos, mesmo se fizermos pouco caso.

Um beijo

Monica disse...

a morte em vida é a pior....dos sonhos....de um sentimento que já se foi deixando 2 corpos juntos apenas por conveniências ou até por nada mesmo (inércia)...

belo post querida!!!
bjão e bom dia!!!!!!
:*********

Aju disse...

Ghiza mto bom, mas mto bom mesmoooo hahah onde vc arruma essas fotos hein? Mto bacanas
Por falar em sono nem dormi essa noite =/ essa maldita insonia ainda me mata!

Bjos

Tiago disse...

não abafa o prazer não, moça...

Pat! disse...

é... não querendo fazer comparações entre o real e o irreal, esta última frase pode ter uma ligação pesada:MATA-ME EM VIGÍLIA

M. disse...

Vim espreitar...

Thiago Quintella disse...

Vc começa as poesias bem marcantes, que já prende o leitor! E o final.. angustia... comum a todos!

Fred Neumann disse...

Eu pego o sonho, dou uma colorida nele, tiro o bafo, coloco um ar condicionado, chinelo, toalha, e uau, raquetes de frescobol.
Saudade delas, Ghiza!!!

Aju disse...

To so esperando sua aparecição pra lhe enviar as fotos dos seus parentes famosos hahahha
=*

Mari B. disse...

Caramba, Ghiza! Lindíssimo!
E que foto bonita, é sua?
Amei.
PS: Muito chique o comentário do Gerald Thomas, hein? ;)
Beijos!
Mari

O Corpitcho disse...

Oi Ghiza

Quantas coisas temos em comum! Que bom que vc gostou do blog, seja sempre bem vinda!

Adorei seu texto, forte, profundo e caprichado.

bj

Aline