quarta-feira, 22 de novembro de 2006

Atenção.


Existe no meu mundo,
Um risco, perigo de perder-me,
Perder-me com minhas tolices,
Perder-me em idéias fantásticas,
Batalhas, conquistas e recompensas.
Existe o perigo de querer, viver e sentir...
E o perigo ainda maior, o Ser...
Ignoro o medo e ressurjo diariamente,
Banhada de coragens infundadas,
Em cavalos invisíveis...
Mas triunfante, em vitórias magníficas...
Querendo-te,
Vivendo-te,
Sentindo-te,
Eu sou...

Basta tu sorrires...

(Ilustração de Ivan Raposo)

9 comentários:

Ivan Raposo disse...

Adorei o texto.

Ganhaste um fã.

Beijão!

Anonymous disse...

Muito lindo!

Daniela Mann disse...

AHHH está demais!

Aju disse...

Esse poema parece q foi feito por mim ou para mim, a foto ficou mto bacana Ghiza mas eu tenho uma semelhante mas num pangaré e sem armadura hahahahah

Bjs

junior disse...

embora vc ache tolice se perder, eu acho que em cada pedida, vc se encontra. o trivial incomoda, o caminho certo nem sempre é o mais divertido... lindo, viu? e a Helena aí em baixo? oh, meu Deus... dorme, filha, o sono dos inocentes. vejo até uma auréola sob sua cabecinha, helena!

Tiago disse...

me responde uma coisa: cavalos invisíveis precisam de arreio? porque oa alados não precisam...

Monica disse...

bom a gente se perder pra se encontrar depois...mais a frente..melhor...isso se chama vida...
:)))))
bjssssssss querida!!!
não repare meu sumiço , mas o trab. tá brabo!!!!snif..
:******************

Thiago Quintella disse...

Um sorriso sincero conserta algumas coisas, principalmente quando vemos a sinceridade, de alguma forma, sentimos.

André disse...

Também me perco no labirinto... aproveito para viver, escrever, fotografar.