segunda-feira, 16 de outubro de 2006

Opção.


Prefiro que não me vejas,
Para que não me desnudes,
Não me assaltes desse presente ao qual me ancorei,
Para que não descubras as horas que contei,
Que não me vejas assim tão pálida e tola,
Tão entregue às minhas mentiras,
Tão serva das minhas obviedades...
Se eu pudesse perder-me um minuto antes de te reencontrar,
Talvez não estivesse assim,
Escrevendo versos isolados de mim...

11 comentários:

Tiago disse...

lindo, moça. um dia a gente percebe que a felicidade são fatos ou versos isolados que a gente costura na cabeça e, às vezes, no coração. beijo no céu da boca.

António Rosa disse...

"Tão serva das minhas obviedades"

do que gostei deste verso.

O Sibarita disse...

Olá! Belos versos de um coração apaixonado, angustiado na solidão da espera...

Obrigado pelas palavras no nosso blogue, volte sempre!

bjs
O Sibarita

greentea disse...

teria sido o raio cosmico que passou por ai e te levou a net e o
telefone??
vem saber mais
beijinhos

Fred Neumann disse...

marcando os segundos com as sombras dos neurônios ainda perdidos.
Que bela opção faço ao escolher este blog de Ghiza.
Acabo de aprender poeticamente sobre a preliminar de um encontro que talvez não exista por escolha própria.
E ainda lembro de um amigo que resolveu viajar, para se perder um pouco ( ele narra o seu " perder-se" no blog http://dizquefuiporai.blogspot.com )

Beijocas não ocas,

Fred

Liginha disse...

Li e não tenho muito a dizer. O poema já o fez. Lindo!

Aju disse...

Como sempre mto bons seus poemas... eu te linkei no meu blog espero que nao tenha problema.. =]
Bjs

ÐαИῐ disse...

Versos isolados de mim...
Quase td na minha vida é assim!
Bjk.. vlw pela visita! =]

Leticia Gabian disse...

Ghiza,
tem gente que consegue despir a nossa alma. É inquietante estar com alguém com tamanho poder.
Beijo pra ti.

M. disse...

"escrevendo versos isolados de mim": LINDO!

André disse...

ótimo poema!! mas vc é tão transparente nos seus versos que é difícil não te ver!