sábado, 2 de setembro de 2006

.


Escrevia-te cartas de amor,
como a chuva que, distraída,
Esquecia faíscas em minha vidraça...
Mas fui tomada por tamanha delicadeza,
Que acabaram-me as palavras...

6 comentários:

Liginha disse...

...e eu por tamanha dececpção.

Lindo texto, Gi!

Leticia Gabian disse...

Olá Ghiza,
Se se acabam as palavras, melhor esperar que a chuva, distraidamente, esqueça faíscas em sua vidraça e reacenda seu coração.

Aproveito pra te convidar a escutar algumas músicas cantadas por mim, lá no Som&Tom. Apareça pra conferir.

Abração pra ti.

greentea disse...

lindo texto mas final inacabado

a chuva não dura sempre...

beijo

Bruna Rasmussen disse...

já fui calada assim.. é um cruel encantador :)

beijos

Sonia disse...

O encantamento às vezes nos emudece, não é mesmo? Mas logo lhe voltarão as palavras, espero.

... Girllov& disse...

estou com esse sentimento ultimamente =/