domingo, 2 de julho de 2006

Ermitão.



Era como um ermitão,
Em busca de concha hospedeira,
Que a refugiasse dessa solidão...
Dessa dor que não se pode curar...

Queria emprestar-lhe minha alegria
Minha blusa e uns livros,
Mas eu sou Rocha,
E sobraria em você.

8 comentários:

greentea disse...

que ermitão é esse, tão feioso. tão isolado...

tb está a precisar duma praiazinha


e de sol

Cristiano Contreiras disse...

Do momento melancólico que perdura, por vez, após, vem o acalento.

bj

M. disse...

Vim a correr, que ainda estou a organizar-me. Gosto do que aqui encontro.
Já há bebé?
Beijo

Sonia disse...

Um colo feito de Rocha pode ser doce e macio.

sofyatzi disse...

Olá minha querida. Não me esqueci de você, viu?

Em relação ao livro, penso que não existe a possibilidade de comprar aí...o que é pena :(

Beijinhos ;)

Galeria Colectiva disse...

ooo lindo!

greentea disse...

tudo bem por ai?

cheia de bons pensamentos e esperanças e muita trabalheira que os dias agora são mais curtinhos

beijinhos

sofyatzi disse...

Olá, de novo.

Penso que posso enviar o livro para você, pelo correio.
Se tiver interesse, envie um mail para mim, ok?

Beijocas ;)