sábado, 15 de julho de 2006

Consternação.




Preciso buscar em ti
todo o assombro que escondes,
Aquele que te faz real, cruel,
Para menos te amar,
Abrigar-me em teus defeitos e mazelas,
E sentir-me consolada pela nossa desgraçada igualdade

Preciso trazer de mim,
Todo a maravilha que abafas,
Aquela que me fazia fantástica, nua,
Para mais te amar,
Revelar-me geradora em ti,
farol e calor,
Sentir-me gêmea em nosso gozo, beleza e plenitude.

6 comentários:

Thiago Quintella disse...

Abrigar-se nos defeitos é o mais próximo da perfeição

greentea disse...

há momentos assim

não conhecemos o outro nem nos conhecemos a nós

felizmente tudo se vai alternando!!

bom domingo

Cristiano Contreiras disse...

Firmeza na vida e nos atos: maturidade nos sentimentos.

Cristiano Contreiras disse...

triste tom..

greentea disse...

bom dia!

sofyatzi disse...

Lindo, lindo, lindo!
Adorei

Beijocas ;)