terça-feira, 13 de junho de 2006

Reprise.



Eis me aqui,
Num descontrole secreto,
Entregue aos meus eternos vícios e mazelas,
Serva total de meus desacertos,
Capturada em teia própria,
De aço,
Sucumbível às minhas sentimentalidades...

2 comentários:

Aianã disse...

Oi, Giselle.

Minha ama naum deicha eu escreve em blogui que ela ela dis que eu não poço perde tempo que tenho muita muita lossa pra lavá.

Mais eu vou faze umzinho só, vossê vai ve!!

Um beigo,

Aianã.

M. disse...

Espero que suas mazelas estejam passando... ;-) Mas que continuem as palavras belas, claro.