sábado, 10 de junho de 2006

Agudo.




Falar de mim parece tão fácil,
É como abrir portão de casa,
Um querer manso,
Mas falar de ti, me arranca a língua,
Me corta inteira,
Me esparrama entre sem sentidos,
Entre cem despedaços
Faz toda palavra virar cinzas
Cada verbo virar saudade

3 comentários:

Miss_Lex ® disse...

Caríssima, acompanhe a Copa com Miss_Lex ®.

Deixai a metafísica de lado, pois não há mais metafísica no mundo que não seja no futebol.

:D

M. disse...

Trago-lhe uma conchincha lá da praia. Como me pediu. :-)

Sonia disse...

Lindo como sempre. E que bela foto a das mãos fazendo crochê para alguém que vai chegar.