quinta-feira, 4 de maio de 2006

Fartura


Fartei-me de falsos profetas
Ilusórios deuses,
Que proclamam saberes inúteis,
Incapazes de salvar-me
Do meu profano e delicioso carma
Fartei-me de candidatos a salvadores,
Desnecessários heróis,
Que, ao negar-lhes minhas senhas,
Amaldiçoam-me com suas pragas ocas e frágeis.
Fartei-me de fórmulas e moldes para o sucesso,
Enlatadas em corpos sorridentes,
deslizantes em passarelas insustentáveis,
iluminadas por flashs de deslumbramento burguês,
efêmeros como seus nomes em capas de revistas.
Fartei-me das precárias pedagogias,
Analfabetas de objetivos,
Pretensas soluções para o adormecimento progressivo de nossas crianças,
Fartei-me das ignóbeis hierarquias,
Burras, sôfregas em seu desespero,
Tentativa inútil de firmarem-se como personagem notório,
Indispensável,
num universo estreito de papéis, clipes e pseudo-autoridades.
Fartei-me da Arte,
Dessa arte medíocre,
tão vendida como diagnóstico de tanta insanidade,
Desculpa para tanta falta do que falar,
Castigo para aqueles que ainda vêem
Fartei-me de conversas de mocinhas,
Sempre sofrendo em busca do amor perdido,
Proclamando-se vítimas,
Fazendo-se açucaradas,
em suas vitrines de inocência,
vendendo-se por caprichos que não significam nada.
Fartei-me dos loucos,
Trancados em suas cápsulas de fragilidade,
Não, vocês não podem fazer o que querem,
Ninguém faz.
Fartei-me do amor,
Aquele obrigatório a que nos impomos,
Como pedágio de um mundo em preto e branco,
Como licença para dizer-se bom, piedoso.
Fartei-me de tudo que me cercou até hoje,
Como numa alforria,
liberta de tudo que rejeito,
Quero mais meus pecados,
Capitais do meu espírito,
Nada santificado,
Nada imortal,
Terminal,

resistente,
que se recusa em oferecer a outra face.



9 comentários:

Sonia disse...

Giselle, quanta coisa pra comemorar: sua volta à blogosfera, o belo texto, a neném quase nascendo e o livro pronto pra nascer junto. Obrigado por ter avisado lá no meu blog.

Liginha disse...

Adorei que vc voltou!

Bjosss.

Thiago Quintella disse...

EEEEEEEEEEEEE""!!!!!!!!!!!
Até que em fim!!

Michelle disse...

Nossa amiga, este texto está de matar!! Como sempre, vc se supera!! Ameiiiiiiiiiiiiiii!!!!! Amo sua sinceridade, sua inteligência e sua amizade!! Bjos.

Ghiza Rocha disse...

Porra Josué, tu é chato mesmo heim?
Eu recusei seu comentário só porque vc se fingiu de Anônimo, se tivesse assinado eu punha...
Sou muito, mas muito mais chata que vc cara!

M. disse...

Às vezes é bom sinal fartarmo-nos: começamos novos caminhos, com novos olhos.

Vera Cardoni disse...

Giselle, muito obrigada pela visita. A história dos blogs é assim mesmo. O meu já pensei em deletar o meu várias vezes, mas deixo ele por lá, ainda sem muito sentido. Gosto do teu texto. Tem nenem por aí? beijo

Miss_Lex ® disse...

Caríssima, não te entristeças. Miss_Lex ® está aí para alegrar vossos corações.

Osculando-te e tecendo elogios pelas tuas letras, Miss_Lex ® despede-se de ti.

Adeus,
Miss_Lex ®.

Pati disse...

Ai amiga, vc é tudo!!! e com este texto... me sinto tudo também!!!e vc, hein, poderosa!!!!