quarta-feira, 1 de março de 2006

Pierrot.


Na noite da alegria,
fiz-me brinquedo de papel,
Confeito aéreo que decora o céu
Paetê costurado em firmamento...
Numa noite onde só me restavam
As fantasias e enredos da alma
Agarrei-me nos teus serpentinos cabelos
Pedindo-te que me embalasse nos pulsares sanguíneos de nós dois...

Nenhum comentário: