sexta-feira, 7 de outubro de 2005



Se eu sou feliz meu amor?Sou, sou muito feliz, e você é parte disso.Não escrevo sobre felicidade pois tenho medo de que ela se envaideça e fuja de mim, assoberbada...flor casual sobre o meu destino.Eu preciso escrever sobre o que me é ardido, incômodo, áspero na alma, pra ver se sai da garganta e leva essa rouquidão que os anos trouxeram.Se fosse escrever sobre felicidade seria texto mudo,
porque a minha felicidade aprendeu a ser silenciosa.
Teria que ser sensação, um beijo seu, ou passeio no Pântano do Sul.
Sou feliz, muito feliz, e você é parte disso.
Minha melancolia mora somente nas palavras, não tenho outro espaço pra ela no meu viver, e lá repousa, respira os sentimentos que eu não trago no presente, porque presente é estrada feliz, é música no seu violão, sorriso na sua boca, seu olho no meu.
E a felicidade... prefiro deixa-la pensar que não reparei que está ao meu lado, no seu colo, deixa-la distraída com as melancolias que escrevo, pra ver se eu a engano e ela acaba ficando aqui, pra sempre....

Nenhum comentário: